terça-feira, 9 de agosto de 2016

PROGRAMA FORMATIVO DO FESTLUSO-2016



P

PROGRAMA FORMATIVO DO FESTLUSO 2016


Programação Formativa do Festival de Teatro Lusófono: Oficinas, Conferência (espetáculo), encontros com artistas e diretores. Informações e inscrições gratuitas no WhatsApp 99811-6652 ou in box do Facebook com Silmara Silva.


Realização; Grupo Harém de Teatro






OFICINAS GRATUITAS! VAMOS?




1. Oficina: OJUINAN – PREPARAÇÃO DE ATORES

Dias:  24  de Agosto

Horário: 09h às 17h

Local: Sala Procópio Ferreira

Ministrante: Fernanda Júlia (Diretora)

Vagas: 20


Sobre a Oficina: Auxiliar na preparação do trabalho do ator através da pesquisa cênica “Ativação do movimento ancestral”, trabalhando o corpo e a voz numa busca sinestésica do jogo do ator na cena e no seu encontro com a sua divindade ancestral, buscando prontidão, irradiação e dilatação enérgica, por meio de exercícios não verbais, trabalhando conceitos como sinestesia, sinergia, ancestralidade e ritualidade africana contribuindo na formação dos atores estimulando-os a outras possibilidades de preparação cênica e colocando em cena parte da história do povo afro descendente.


2. Oficina: PRODUÇÃO PARA TEATRO

Dias: 23  de Agosto

Horário: 14h às 17h

Local: Sala Torquato Neto

Ministrante: Susan Kalik (Produtora)

Vaga: 25


Sobre a Oficina: Auxiliar na compreensão do trabalho do produtor teatral. Entendimento das funções de coordenação de produção, produção executiva, rotinas de produção. Conteúdos: Planejamento (abordagem da produção em relação ao texto/projeto de encenação, elaboração e análise técnica); orçamento; relação com parceiros/apoiadores; contratação e gestão de equipes; execução do plano de ação; divulgação; temporada; desprodução; prestação de contas e relatório de atividades.


3. Oficina: DANÇA AFRO PARA NÃO DANÇARINOS

Dias:  25 de Agosto

Horário: 19h às 17h

Local: Galeria do Clube dos Diários

Ministrante: Fabíola Júlia

Vaga: 20


Sobre a Oficina: Colocar não dançarinos em contato com a dança afro, proporcionando autoconhecimento corporal, ativando a energia do corpo, conectando o indivíduo às suas pulsações e pulsões energéticas e tendo contato com a força ancestral presente na dança afro.

Um comentário: