quarta-feira, 7 de agosto de 2013



ABRIGO SÃO LOUCAS com Francisco Pellé, Fernando Freitas, Francisco de Castro e Emanuel de Andrade. Foto: Margareth Leite.
ABRIGO SÃO LOUCAS com Francisco Pellé, Fernando Freitas, Francisco de Castro e Emanuel de Andrade. Foto: Margareth Leite. 

Teresina é terra da Lusofonia

Enquanto Teresina comemora seus 161 anos de posse às terras mafrensinas de margem do Parnaíba, a cidade também se prepara para abrir as fronteiras à língua, linguagem e linguística dramáticas do teatro sem tradução. De 26 a 31 de agosto, a cultura do teatro invadirá as ruas, praças, casas de espetáculos, o coração do amador e do público cativo do Festival de Teatro da Língua Portuguesa – FESTLUSO 2013.

Toda a empreitada do FESTLUSO, que envolve coordenações, equipes de trabalho e um universo que conspira em favor de resultados conseguidos, também em edições anteriores, repetirão continuidade, na Edição 2013, graças às parcerias indispensáveis. O Patrocínio OI e apoio da OI Futuro – Instituto de Responsabilidade Social, Governo do Estado do Piauí, SIEC e Fundac realizam a garantia de que se possa concretizar feitos e efeitos socioculturais desejáveis à arte e cultura local, nacional em diálogo com o além fronteiras.

Já no dia 13 de agosto, o Grupo Harém de Teatro promove o Lançamento do Festival à imprensa e convidados, no Espaço “Osório Jr.”, Bar do Clube dos Diários. Na noite de lançamento do FESTLUSO 2013, a partir das 19 horas, o pontapé inicial do que será mais uma edição do Evento que ganhou espaço cativo na cidade que não pode prescindir do Festival da Língua Portuguesa.

Na programação a apresentação do espetáculo “Abrigo São Loucas”, com texto e desenho dramatúrgico de Arimatan Martins e a representação sempre muito bem humorada de Emanuel de Andrade, Fernando Freitas, Francisco de Castro e Francisco Pellé.

Depois de “Abrigo São Loucas”, a energia do Lançamento continua aquecendo à contagem regressiva porque as atenções estarão em preparação para a recepção dos espetáculos que começam a atrair olhares a partir de 26 de agosto. Dos convidados à Lusofonia.

Nenhum comentário:

Postar um comentário